sábado, janeiro 09, 2010

O elo mais fraco...

Este sábado, 9 Jan 2010, o ponto de encontro foi marcado para o Estádio Nacional, pelas 9:30. Eu saí de casa por volta das 8h30m, onde o termómetro marcava 4,5 graus, fresco portanto! Quando cheguei a casa do Trips, o termómetro marcava 2 míseros graus... Bom, seguimos pedalar até Algés para aquecermos e depois de tentarmos seguir junto ao rio até ao Estádio Nacional, arrepiámos caminho por nos indicarem que o trilho estava intransitável devido ao temporal que assolou Lisboa. Chegámos às piscinas do Jamor por volta das 9h30m e já o Ricardo Coimbra lá estava com a sua futura Specialized Stumpjumper. O Mourex e o MarMax chegaram de seguida numa furgoneta depois de mais uma noite animada com certeza.... O passeio pelo circuito do duatlo do Jamor fez-se sem qualquer incidente, com uma paragem para beber e verter águas junto da bancada de onde foi disparado o verylight que vitimou um adepto do Sporting há uns anos atrás. Depois de efectuarmos a volta ao circuito do duatlo, eis que na subida das piscinas, parto a corrente... Isto já tinha acontecido a alguns amigos e conhecidos, mas a mim nunca (tirando a Merida de testes) e fez-me pensar numa frase que li num dos tais livros de treino. "A corrente parte sempre pelo elo mais fraco". Não importa se treinámos 1 dia, 1 mês ou um ano, não importa se somos os mais rápidos, os mais fortes ou os que subimos melhor. Se existe algum ponto fraco, ele irá com certeza comprometer-nos. Senão vejamos, imaginemos que me tinha estado a preparar nos últimos 6 meses para o passeio de este sábado no Jamor, que até podia ser a prova do Duatlo do Jamor, e que tinha aspirações de fazer uma boa classificação, digamos ainda que seguia no grupo dos primeiros, ou até mesmo no grupo dos segundos. E de repente, zás!, por algo que me é completamente alheio, fico para trás, 6 meses de treinos deitados fora por um elo que não aguentou a pressão, assim mesmo, sem apelo nem agravo.... Diria que isto é no mínimo, Fo£!§@!!! Claro que num passeio com amigos até ajuda a arranjar mais um mote para umas piadas, mas convenhamos que, num cenário como o que descrevi primeiramente seria bastante frustrante...

Bom, aqui ficam os dados desta manhã de sábado bastante fria, passada a pedalar na companhia de malta amiga:



 







4 Comments:

At 19:30, Blogger Vuck Roger said...

Man, granda galo! mas antes assim que noutro lado qualquer.

A importância de andar sempre com um powerlinkk.

Espero que de resto tenha sido bom e que, agora que já sabes como a operação decorre, tenhas sido mais ligeiro a arranjar a dita!

Abraço

ps - e o Ricardo, já decidiu?

 
At 19:49, Blogger Mar Max said...

Meus caros,
Foim uma volta bem catita, como sempre, sempre aquele desportivismo das vacas...
Gosto muito dos trilhos e estradões do Est Nacional,
Só tenho pena de o meu Benfica não jogar lá este ano...

 
At 23:34, Blogger EL MOUREX said...

Pois... a culpa é sempre do material!
A minha volta foi mais tranquila; talvez tenha feito até mais alguns kms que os restantes (porque o material não cedeu), mas decidi rolar em plano, ou seja, na parte baixa do complexo.
Depois dos copos da night (...), o Trip's não podia ter começado o passeio logo a subir!!! Por isso, como amigo não empata amigo, siga para bingo!
Mas apesar da minha falta de força (!) curti muito o pedal e o get together romantico em cima da ponte com o sol a aquecer-nos os ossos e que nos marcou a despedida.
Prá semana, SKI!!!!!!!!!

 
At 09:45, Blogger Luis Tripas said...

Man,
Não leias mais livros!!!
Um abraço

 

Enviar um comentário

<< Home

Frankie Goes to Hollywood - Welcome To The Pleasure Dome

É Sempre a curtir...