domingo, novembro 16, 2008

30km... na boa!

Este sabado, juntei-me ao Mourex e ao Moita para uma voltinha citadina. Foram cerca de 30km, feitos na boa!! Na boa porque não houve pressas, deixamo-nos levar e fomos levados pelas ruas de Lisboa, sob um Sol e uma luz única. O passeio teve início em casa do Mourex. Tomado um Nespresso sem açúcar, montamo-nos nas nossas bikes e começámos então a pedalar. De Alfragide, seguimos para a Decathlon em ritmo de aquecimento onde, depois de atravessarmos a ponte por cima do IC17, subimos para Monsanto. Se ainda não tínhamos aquecido, esta subida veio aquecer-nos definitivamente. Seguimos então directos para o Restelo, pelo CIF. Aí, já em alcatrão, apanhamos então o Moita. Uma voltinha pelo Restelo, pela zona das Embaixadas, e primeira paragem, na bomba Galp junto ao Estádio do Restelo para o Moita encher os pneus. Enchidos os pneus e, nova paragem para o Moita tomar um retemperador cafezinho. Descemos então até aos Jerónimos e passamos para o lado do Rio. Não deixa de ser curioso a luminosidade ímpar que reflecte na zona do Restelo, o que faz dela uma das zonas mais apetecíveis de Lisboa. Fomos então dar uma espreitadela ao andamento das obras do novo hotel Altis, onde mantivemos um animado dialogo com um dos trolhas da obra. Feita a vistoria, seguimos então em ritmo tranquilo junto ao rio. Paramos então no porto desportivo para o Moita confirmar o estado do seu barco ali amarrado. Continuamos então pelas Docas onde se deu inicio a uma animada discussão sobre a anormalidade de aterrar a chamada zona Ribeirinha de contentores de mercadorias... Este país de hipócritas que outrora celebrou a recuperação da zona agora conhecida como Parque das Nações e onde se deu a Expo 98, quer agora, para satisfazer a ganância e interesses de alguns corruptos, recuar novamente 10 anos e criar uma barreira entre a população e o rio. Cambada de mentecaptos!! Enfim, voltando ao que me trouxe aqui, seguimos a pedalar até pararmos novamente no antigo Champagne, esse bar nocturno, agora desactivado e foi isso mesmo que quisemos constatar. Paramos novamente junto ao Kubo para dois dedos de conversa e lá fomos outra vez... até ao Cais de Sodré. Daí, subimos para o Bairro Alto. Uma subidinha para castigar o Moita... ehehe!! O único senão foi termos de subir pelo passeio porque a estrada estava cheia de carros parados no transito a lançarem gases para a atmosfera e, nós a subirmos e a inala-los... o Moita esteve bem, apesar do queixume antes da subida. Depois de uma voltinha no Largo Camões , fomos pela rua da Trindande até nos embrenharmos pelo Bairro Alto. Subimos até ao Principe Real para novo desafio e uma pequena paragem para recuperar. Seguimos pela rua da escola politécnica e paramos em casa do João Freitas para confirmarmos que já estava acordado e pronto para ir trabalhar. Daí subimos até ao alto do Parque Eduardo VII para uma sessão fotográfica e bastantes piadas sobre a obra de Manuel Cargaleiro ao 25 de Abril. Descemos então para a Avenida da Republica onde paramos novamente para o Moita tomar um nostalgico café no café Galeto e darmos dois dedos de conversa com a simpática senhora do quiosque ao lado do Galeto. Daí seguimos direitos ao Campo Pequeno onde a caminho para a Avenida de Roma demos de caras com o talho do simpático senhor Luis de Moura. Mais uma paragem para uma fotografia e outros dois dedos de conversa com o proprietário e seguimos até Alvalade onde parámos no stand da Volvo onde trabalha o Braga para darmos uma vista de olhos ao novo modelo da Volvo, o XC60. Confesso que fiquei muito bem impressionado com a viatura. Depois, descemos a Avenida de Roma, Guerra Junqueiro, com direito a subir ao topo da Alameda, para descermos depois a Almirante Reis e terminarmos no Hotel Mundial para um banho quente retemperador e um excelente bacalhau assado sob uma caminha de verduras, depois de uns maravilhosos cogumelos com molho de limão, umas tâmaras com bacon e uns camarões fritos... hummmm, tudo servido como rigor que o restaurante do Hotel Mundial nos habituou ao longos de muitos anos e com direito a uma paisagem única sobre Lisboa, num dia magnifico. Em suma, foi uma manhã de camaradagem passada sobre a bicicleta que terminou com um belo repasto!! Parabéns ao Moita que, apesar de se queixar de cada vez que apontávamos para uma subida, nunca desistiu.



6 Comments:

At 09:53, Anonymous Anónimo said...

Dá vontade de ter melhor preparação física e uma bicla boa (daquelas mesmo boas!), para fazer estes passeios pela cidade...
Pois, têm que aproveitar enquanto se vê o rio ;-)

Temos uma verdadeira "vaca velha escritora"! Parabéns!
Só ficaram a faltar as fotos...
Bjs
SF

 
At 13:03, Anonymous Paulo Caronho said...

pois realmente é bom saber que há amigos a pedalar pela cidade.
e mais uma vez fico para aqui a pensar que talvez peça ao pai Natal uma bicla para vos começar a acompanhar .
até porque me parece que o Moita anda para ai desamparadose há quem lhe possa fazer companhia tanto nos cafés como na resmunguiçe pelas subidas sou eu mesmo.
he he
nasci na horizontal e nessa posição que me sinto melhor .
abaixo as grandes inclinações ....

saúdinha da boa para todos.

Paulo Caronho

 
At 14:36, Anonymous Miguel Marecos said...

Bom, denota-se o profissionalismo do Blog e a boa disposição no passeio. Entusiasmante e inspirador! Parabéns!

Tive pena de não vos acompanhar, mas só me despachei da piscina e companhia prioritária às 11:30.

Não perdi no entanto a oportunidade de ganhar ritmo: Sábado à tarde também andei de bicicleta entre a Expo, Alameda, Praça do Comércio e Resturadores, com auxílio do Metropolitano de Lisboa em alguns pecursos...
Domingo foi volta pacífica dos Habitués da Arrábida, mas desta vez por Monsanto.

Não falharei próxima oportunidade.

Boas voltas,

Miguel

 
At 14:58, Blogger Luis Tripas said...

Belo passeiususco!!
Eu tive uma p*** de uma gripe que se queria colar a mim!!! Na sexta ainda teve mais força do que eu, e atirou-me de cabeça para a cama. Apanhou-me desprevenido. No sabado já foi 50-50. E no domingo dei cabo dela.
Próximo fds já estou ok para um passeio à maneira.
O meu amigo Mourex já pode ir para a terra?
Grande abraço

 
At 16:58, Blogger EL MOUREX said...

O Mourex pode ir prá terra mas é prá China! Nos próximos fds nã tô cá... Volto pró passeio dos Pais Natais ou lá que merda é aquela!!! Curti o meu passeio com o Jakas e o Moitex mas rolámos pouco e subimos menos ainda. Nas minhas tiradas em privado tenho-me esforçado bastante ou seja, estou preparado prá terra e o que lá venha, ando é sem vontade de... competir! ehehehehehe
Abraço,
Mourex

 
At 18:44, Blogger Portuga do Pedal said...

ora esta, mas isto só se tomam é cafezinhos!!! pedalar que é bom, népias!!! hehe

 

Enviar um comentário

<< Home

Frankie Goes to Hollywood - Welcome To The Pleasure Dome

É Sempre a curtir...