segunda-feira, outubro 26, 2009

Lisboa - Vale de Santarém

Caros amigos, após um longo período afastado das lides deste Blog, eis-me de novo a pegar na 'pena'. Este fim de semana, 4 elementos do VVMBT que compareceram na Torre Vasco da Gama pelas 8h da manhã para um passeio em direcção a Santarém. Uma palavra muito especial para a Teresa 'Roger' que nos acompanhou, 4 anos depois da Joana Aguiar, irmã do Trips nos ter feito companhia num passeio de BTT, voltámos a ter uma presença feminina numa passeio. A manhã estava fresca e o Sol ainda estava deitado no horizonte quando nos fizémos à estrada. O passeio consistia em seguir até ao Vale de Santarém pelo Caminho do Tejo, caminho usado nas peregrinações a Fátima. Peregrinar é uma forma de procurar, de avançar, de olhar o horizonte, essa linha onde a Terra e o Céu se tocam. Peregrinar é empreender uma viagem. E foi o que fizemos os 4. Seguimos juntos até à Azambuja, por estrada e por caminhos de terra cheios de lama que as chuvadas Outonais provocaram. Chegados à Azambuja por volta das 11h05, estávamos um bocado à pele para conseguir chegar ao Vale de Santarém a horas de apanhar o comboio das 12h15m, isto porque a alternativa só chegaria às 14:30m... O Hugo 'Vuck Roger' e a Teresa optaram por ficar na Azambuja, porque no domingo teriam a corrida do Tejo. O Tejo, denominador comum deste fim-de-semana para os 'Rogers' seria também Ele uma companhia muito próxima durante este passeio. Eu e o Guilhas, com cerca de uma hora pela frente para fazermos os quase 30km que distavam da Azambuja até ao Vale de Santarém, arrancámos de seguida. Eram 11h06 quando partimos. A luta contra o relógio foi constante e por isso imprimimos um ritmo elevado, várias vezes circulámos acima dos 35km/h. Eu e o Guilhas optámos por nos irmos revezando na frente e assim irmos em equipa avançando o mais rápido que nos era possível para não perdermos o comboio. E assim, por volta das 12h05, chegámos à estação. Mais do que o prazer de chegar a hora à estação, foi o prazer de uma manhã de sábado passada a andar de bicicleta com amigos, com um tempo ainda Primaveril e com paisagens e cenários novos na memória. À nossa maneira, fomos peregrinos! Avançámos por estrada e terrenos, procurámos o horizonte, empreendemos uma jornada, percorremos um caminho, e com algum esforço físico e psíquico, superámos dificuldades para nos aproximarmos do lugar almejado.




O Guilhas, com a Ponte Vasco da Gama como pano de fundo... belo cenário!





O nascer do Sol...





Contemplar! Procurar a linha do horizonte que une o céu e a terra... Peregrinar!




Os PEREGRINOS! Equipados a rigor... para a próxima, seguiremos até Fátima??? ;o)






5 Comments:

At 23:58, Blogger Guilhas AA said...

Dá para ver pelo registo cardíaco que os ultimos 30kms foram durinhos!!!

Para a semana há mais. Foi um bom treino.

La Roca

 
At 19:50, Blogger Ricardo Dinis said...

Para a próxima vejam se me convidam porque estou a precisar de fazer km's.

Deve ter sido mesmo duro, só costumo registar bpm's desses nas aulas de RPM, mas ai não corro o risco de perder o comboio para casa :)

Ricardo

 
At 10:57, Anonymous Anónimo said...

Jakas, lembrei-me agora que não descreveste a cena vergonhosa que aconteceu no comboio! A CP não esteve bem...
As fotos estão giras. O Parque das Nações é mesmo catita... ;-)
Bjs da vossa fã
SF

 
At 16:36, Blogger Mar Max said...

Qual foi a cena do comboio??????
Conta á malta

 
At 19:51, Blogger Vuck Roger said...

Os "jovens" revisores da CP resolveram "elucidar-nos" - nas suas próprias palavras...

Fomos informados de que o Sr. Revisor têm poder discricionário sobre os que transportam as respectivas bicicletas. Na prática, estes senhores podem decidir se o utente leva ou não a bike no comboio.

A vergonha é o facto de a CP anunciar que "agora é possível transportar as bicicletas gratuitamente nos comboios" ou que é publicidade enganosa, no mínimo!

Fomos inclusivamente brindados com várias histórias dos "nossos revisores", sendo que um deles aproveitou para nos informar que "se fosse ele a mandar", não nos tinha deixado entrar. Num comboio regional que vem de Tomar para Lisboa, num domingo ao meio-dia...

É por estas e outras que prefiro ir e voltar de bike, em vez de apanhar o comboio.

Metam a pequena ditadura, no sítio que mais lhes doer!

Tá forte, tá!

 

Enviar um comentário

<< Home

Frankie Goes to Hollywood - Welcome To The Pleasure Dome

É Sempre a curtir...