domingo, dezembro 21, 2008

Domingo 21/12





Este domingo, eram quase 9:30 quando cheguei ao parque de campismo de Monsanto. O Bruno Pires da Amazing Bikes havia-me informado minutos antes que o Sr. Francisco estaria na porta do parque para abrir a cancela e estacionarmos as viaturas lá dentro. E assim foi, o simpático Sr. Francisco lá estava como combinado e indicou-me o sitio para estacionar o carro. O Trips, o Pedro Trek e um outro companheiro já tinham chegado. Esperámos pelo resto do pessoal do grupo 85 da Armada. Ao todo éramos 17 ciclistas!! Um grupo heterogéneo com idades dos 12 aos 60. Eu, para além de desfrutar de mais um belo dia ensolarado de Inverno na companhia de amigos, tinha ainda uma bike para experimentar. Uma Merida 96 3500D, em carbono, a pesar cerca de 10,5kg (tamanho L - 20", creio que para mim o ideal será o M de 18"), cedida pela Kombina (obrigado Rui e Gonçalo, pois foi graças à FREEBIKE que tomei conhecimento desta Merida Center Store)... Parece bem, não parece? Vamos então ao relato dos factos. Depois da chegada do Hugo 'Vuck Rogers' Silva, saímos todos pelo portão lateral do parque, que nos deixava a caminho de um trilho cheio de pedras soltas, a subir. A Merida portou-se sempre com muita tranquilidade e mostrando aquilo para que está talhada, para subir, e rápido... os primeiros receios cairiam nesta subida. Apesar da posição racing sobre a roda dianteira, fruto de um avanço de 100mm, de um menor curso de suspensão (100mm) e de um guiador direito, a Merida ultrapassava os obstáculos com enorme serenidade transmitindo total confiança a quem seguia aos seus comandos, neste caso, eu. Após passarmos debaixo da A5, houve uma pequena descida e nova surpresa, apesar do desnível ligeiro, a Merida descia com total controlo a uma velocidade simpática, o que deixava alguma curiosidade quanto ao comportamento da mesma no downhill, mas já lá vamos. Subimos então até ao miradouro e daí até ao Chimarrão. Nas subidas a Merida está completamente à vontade e quem vai em cima dela a pedalar também. Digo isto porque subi sempre em mudanças acima daquelas que usualmente utilizo na minha Santa Cruz. Uma vez chegado ao Chimarrão, resolvi descer a rampa ao lado da escadaria que leva ao parque de estacionamento. Este foi o primeiro teste antes do Downhill e devo confessar que fiquei muito surpreendido pela positiva. Apesar de ser uma bike de xc, transmitiu muita confiança. Seguimos todos para a prisão (leia-se, em direcção à prisão... ninguém foi preso!! eheh) onde demos inicio à descida pelo Downhill. Confesso que apesar de ainda estar numa fase de aprendizagem das reacções da bicicleta, a mesma transmite tal confiança que até me esqueci desse facto, e lancei-me como se da minha habitual bicicleta se tratasse. Esperámos uns momentos para reagrupar, e seguimos para a segunda parte do Downhill, para seguirmos para a mata de Benfica e apontarmos para a pedreira. Segundo grande teste à Merida. A subida da pedreira... Bloqueei o amortecedor (a Merida possui dois comandos no guiador para bloquear a suspensão e o amortecedor... cómodo, no minimo...) e pela primeira vez resolvi recorrer à 'princezinha'. O facto de a bike ser tão leve tinha-me permitido subir sempre em mudanças acima das que normalmente utilizo, e nesta aproximação à subida da pedreira não seria a excepção. Colocada que estava a mudança que achava que me levaria ao topo da subida, atravesso a estrada e começo a subida... 10m, 20m, PAAAM!! Corrente partida!!! F£§*-§£!! Eu, que nunca havia partido uma corrente nestes anos todos, logo havia de ser hoje... O pessoal engomou as ferramentas e o Hugo, que domina a técnica da coisa (thanks man, fico a dever-te esta) lá retirou os 2 elos, encurtou a corrente e lá seguimos todos novamente. Depois foi só subir em alcatrão e descer novamente até ao parque de campismo. Agora que os conhecimentos sobre a Merida já eram significativos, desci com o Pedro Trek o mesmo trilho de pedras soltas e raízes que havíamos subido no inicio do nosso passeio, mas agora numa velocidade, com um gozo e um à vontade muito especial. Afinal a Merida tinha cumprido e em nada tinha ficado manchada a sua imagem pelo episódio da corrente partida. Pareceu-me uma excelente bike, muito confortável apesar da sua aparência de competição, absorve muito bem as vibrações, bastante completa, manobrável e muito rápida nas mudanças de velocidade. Será uma bike a ter em conta para que quer fazer longas distâncias, sem dúvida. Eu gostava de ter uma, vamos ver...





6 Comments:

At 21:53, Blogger Luis Tripas said...

Amigo, se bem te conheço, vai-te preparando para gastar dinheiro!!!
É uma bela menina, e pelo jeito que te vi montado nela, vais querer mais!!!

 
At 11:27, Blogger Vuck Roger said...

Amigos, muito obrigado por mais uma voltareta bem fixe! Um abraço de Boas Festas e atenção às rabanadas!

 
At 15:14, Anonymous Bruno Pirex said...

Deixo aqui um Special Thanks aos nossos amigos Luis, Nuno e Hugo que nos guiaram sabiamente pelos trilhos de Monsanto que, confesso, já tinha saudades. Mesmo tendo nós um ou outro elemento mais lento e depois de eu propor que dividissemos o grupo para ninguêm esperar por ninguém os nossos amigos Vacas Velhas foram os primeiros a dizer que íamos todos juntos, não se importavam de esperar pelos mais lentos, atitudes destas não se vêm todos os dias, o meu obrigado, e a malta do 85 Armada Bike Team também agradece. Boas Festas para todos, para os que estiveram presentes e para os ausentes... Será que algum ainda vamos conseguir juntar toda a manada outra vez?

 
At 18:11, Blogger EL MOUREX said...

Grande Pirex!

Desta vez não fui porque não estava cá... Mas o velho Mourex está de volta e de montada nova (!), a preparar-se para mais um ano de pedal.

Podes ter a certeza que a manada vai estar de novo junta em breve; o cowboy Marmax está a recuperar de um casco e mais dia menos dia estamos todos aí de novo.

Gostava ainda de deixar uma palavra GRANDE ao nosso Bijagóz, que quase sempre sendo o unico VV, nunca deixou de se apresentar nos passeios de coberta malhada! People, vamos investir nuns Jerseys mais á "pro"* embora mantendo o mesmo look?
* Principalmente porque o Jakas está cada vez mais XCzão eheheheheh

PS 1. Não sei se já repararam, mas se mo permitem, volto a ocupar o meu lugar no Conselho de Administração da Vacaria - que os meus estimados pares nunca eliminaram - e por isso, quando a inspiração e o tempo mo permitirem, cá estarei eu!!!

PS 2. A todos os que vão passar o ano á residência do Xor Presidente, não esqueçam de levar a bike para um passeio (suave)* de fim de ano e de regresso do Marmax ás lides do pedal.

* Encontro ás 17:00 em Alfranam (carros e bikes). Passeio das 17:30 ás 19:30 em Belem (o chispe do men ainda não permite mais). Duche em casa do Mourex seguido de jantar + copos + musicól (já com o gajame), na porta ao lado!

Abraços a todos e feliz ano novo!
Mourex

 
At 16:41, Blogger paulo 85armadabiketeam said...

um obrigado a todos os elementos das vacas velhas que nos acompanharam nestes trilhos de monsanto espero poder retribuir em breve aqui em belas a todos mais uma vez um obrigado

 
At 10:09, Blogger Garcia - é sempre a dar-lhe... said...

Caro Paulo, obrigado nós pela vossa boa onda e espirito. Com certeza que iremos a Belas, pois pelas experiencias passadas, vale bem a pena participar nos passeios que organizam pelos trilhos de Belas! Até breve!

 

Enviar um comentário

<< Home

Frankie Goes to Hollywood - Welcome To The Pleasure Dome

É Sempre a curtir...