terça-feira, maio 20, 2008

Alvalade-Porto Covo 2008

Este domingo, 18.05, alguns dos elementos do Vacas Velhas M.B.T. não quiseram faltar à 10ª edição do mítico raid BTT Alvalade-Porto Covo-Alvalade, junto com mais de 1.300 participantes. Apesar de a participação, em termos quantitativos, este ano ser mais reduzida do que nos anos anteriores, em termos qualitativos creio que o saldo foi bastante positivo! Eu e o MarMax viajamos até Alvalade no sábado, na companhia das respectivas caras metades, a Maria e a Sofia, que este ano pela primeira vez nos acompanharam e esperaram e gritaram por nós na meta de chegada, tendo ainda um papel super importante na logística necessária a quem, como nós, apenas faz o percurso Alvalade-Porto Covo, o de transportar a viatura do local da partida até ao local da chegada! A elas o nosso muito obrigado, e esperamos contar com o vosso apoio em mais eventos, pois foi comovente ter-vos a gritar os nossos nomes na chegada!!! Mil beijos a ambas. Ainda no sábado, e após uma paragem técnica no Trinca Espinhas, na praia de São Torpes, para uma cataplana, eu e o MarMax fizemos uma pequena (17km) incursão pela propriedade do hotel que nos albergou, em jeito de aquecimento para o dia seguinte. Ao final do dia, juntaram-se a nós o Hugo Silva e o seu primo Guilherme para se estrearem neste raid.O resto da manada, chegou no domingo pela fresquinha… Domingo, 09:02a.m., a partida deu-se junto do supermercado SuperSol, onde estava servida uma mesa com sumos e comida para quem quisesse reforçar o pequeno almoço, e, uma vez mais (já tinha sido assim quinze dias antes em Portalegre) arrancámos do final do pelotão para dar uma primeira volta pela vila de Alvalade (www.alvalade.info/) recebendo o entusiasmo das gentes locais que nos aplaudiam e saudavam incansavelmente à passagem dos ciclistas. O Hugo e o Guilherme que tinham deixado o carro em Porto Covo na véspera, traziam já cerca de 10km nas canelas quando a prova se iniciou. Este ano, para além da já conhecida simpatia das gentes Alentejanas e das famosas sandes de carne assada, havia ainda cenários de cortar a respiração, e não era pelo esforço necessário para ultrapassar um qualquer obstáculo, era mesmo pela sua beleza natural… Seguimos então por uns bons 6 km em alcatrão antes de entrar em terra. Passados outros 6km, ao km 12, cruzámos um arrozal, naquilo que foi uma experiência única pela rara beleza e ainda mais pela possibilidade rara de voltar a experimentar tal coisa num futuro próximo, estando no final um aglomerado de entusiastas (seriam da organização??) a aplaudir e incentivar os ciclistas. Mais ou menos por volta do km 15 surge o primeiro lençol de areia tão típico desta prova, nem as chuvas das semanas anteriores deram maior consistência ao terreno… nesta altura deu para reencontrar alguns amigos perdidos no momento da partida, o Gonçalinho, os manos Pires e a rapaziada da Armada 85… Fizemos então uma passagem perto da Barragem da Fonte Serne seguindo por estradões com areia aqui ou ali até ao primeiro abastecimento no km20 onde o grupo reagrupou de novo. Apontámos então para a barragem de Campilhas (km38), onde nos esperava novo abastecimento com as afamadas sandes de carne assada e alguns dos mais belos cenários que já pude presenciar no Alentejo! Antes houve também um pequeno abastecimento em Vale de Água (km27) onde o xor MarMax, possuído por algum demónio, nem quis parar para não perder o ritmo?!?!? enquanto eu, o Hugo e o Guilherme recarregávamos os CamelBack debaixo de uma chuvinha miudinha que aborrecia mais do que incomodava… Ah grande Presidente!! Depois, bom, depois, já com a sandes de carne assada no papo e uma bananinha a aconchegar, foi apontar ao Cercal onde nos esperavam uns belos trilhos sempre a subir!! Aqui surge o meu único reparo à organização. Mesmo antes do último abastecimento no topo da primeira grande subida da Serra do Cercal ao km50, uma pick-up branca da organização desceu parte do trilho para resgatar alguns ciclistas e as suas bicicletas, que por qualquer razão decidiram abandonar a prova ali mesmo, obstruindo por completo o trilho e a passagem dos restantes atletas, obrigando-me a mim e ao Hugo a parar, tendo o Hugo sofrido uma pequena cãibra devido à paragem brusca. Ultrapassado esse obstáculo adicional, lá nos juntámos eu, o Hugo e o Guilherme novamente, para desfrutar de mais um abastecimento, o último e apontar finalmente para o fim!! Começou com uma bela e longa descida e por um belo passeio pelo vale, recheado de verdura, para nos levar novamente a uma subida acentuada para de seguida efectuarmos uma das melhores partes do passeio, na minha opinião, um single track por uma zona de vegetação densa e cerrada, cheio de diversão, quebrada apenas por uma árvore caída no meio do trilho, para retomar de seguida o mesmo andamento e a mesma diversão. Para finalizar, estradões e mais estradões, com areia, sem areia, até o mar se deparar de frente dos nossos olhos como que a fazer-nos crer que afinal vamos conseguir! Claro que para isso, havia ainda que ultrapassar a íngreme subida do porto de Porto Covo o que com mais de 60km nas ‘canetas’ não é fácil para ninguém… Por fim, a maior surpresa de todas e a maior injecção de energia, que jamais imaginei ser possível naquela fase da prova, a Sofia e a Maria em plena recta da meta a baterem palmas e a gritarem o meu nome, contagiando o aglomerado de gentes que esperavam pelos seus e se uniram a elas num aplauso que me chegou a arrepiar!! O Hugo e o Guilherme chegaram logo de seguida, com o MarMax logo atrás deles. Foi uma participação suada, mas a bom ritmo, com muito espírito e diversão pelo caminho. Uma palavra para o Mário (MarMax) que fez uma prova excelente (menos 30min. que o ano passado!!!) e demonstrou o espírito de sacrifício necessário tantas vezes para nos levar até ao fim, superando os nossos próprios limites e barreiras. Quanto ao Hugo e ao Guilherme, pessoal, acho que está prestes a fechar a época para inscrições de novos elementos e temos aqui duas excelentes contratações possíveis para se juntarem aos Vacas Velhas M.B.T, não só pelo excelente desempenho a nível desportivo mas também porque comungam da maneira de estar e boa disposição dos Vacas Velhas M.B.T. (P.S.: e porque conseguem bons preços nas jantaradas!!! :o))





QUARTA FEIRA 21 MAIO FOTOS NO: www.imagemradical.com

7 Comments:

At 12:42, Blogger Luis Tripas said...

Amigos Vacas e sem serem Vacas,
Parabens pela Vossa prestação em tão celebre prova.
Pelo comentário parabéns ao Nuno que puxou pelo Guilherme e pelo Hugo (que fizeram 10Km a mais!!), parabéns a estes tb, ao President Marmax que está em crescendo de forma prova após prova (atenção a este menino nas Lezirias!!) ao Bijagóz que está presente em todas (não falha uma!!!) e aos manos Pirex (sempre presentes e sempre a superarem os seus tempos!).
Eu fiquei com um melão do cacete!!!
Fomos ROUBADOS!!!
BIBA O PUERTO

 
At 14:59, Blogger Mar Max said...

Caros companheiros, aqui está mais uma bela prosa do Jakas... Foi sem dúvida um passeio bem á maneira, alguma dificuldade, mas correu bem, o importante é participar e ter boa disposição, logo, o grupo está de PARABÉNS,
Abraços para todos
MM

 
At 11:37, Anonymous Anónimo said...

Gostei muito de acompanhar os Vacas nesta prova e de vibrar com a chegada da "manada"!
Estão todos de Parabéns mas aqui vai um beijo muito especial para o JAKAS...pelo belo texto...;-)
Sofia

 
At 12:25, Blogger Guilhas AA said...

Vacas, antes de mais obrigado pela excelente companhia e prova. Da minha parte espero manter-me à altura para poder continuar a pedalar com vocês. Quanto aos preços na jantaradas, não se esqueçam de pedir para dividir por dois. Um abraço e parabéns pelo excelente blog. Aproveito também para enviar uma mensagem de força às vossas senhoras por todo o suporte e boa disposição.
Guilhas

 
At 15:09, Anonymous Anónimo said...

Parabéns a todos portaram-se muito bem. Uma jokinha em especial ao meu marido que cada vez está mais em forma, completamente possuido que nem que fazer paragens, dito pelo primo jakas.

Maria

 
At 15:13, Anonymous Anónimo said...

Parabéns a todos pela excelente prova. Uma jokinha em especial para o meu marido que cada vez está mais em forma, e completamente possuido que nem quer fazer paragens,foi a minha presença que o motivou...
Como já foi mencionado parabéns ao jakas pelo texto.

Maria

 
At 20:54, Anonymous Vuck Roger said...

Foi um verdadeiro prazer acompanhar os Vacas (a demonstrarem que não são tão Velhas quanto isso..) nesta prova. Penso que está quase tudo dito no texto, mas não quero deixar de mencionar o espírito de solidariedade e companheirismo nos 76 km trilhados!

Um abraço especial aos Vacas que partilharam mais de perto estes dias connosco e às suas "Marias" que estiveram sempre disponíveis para aturar a malta e gramar com as conversas das bikes, das voltas, dos tempos, das peripécias... enfim!

Por mim, tenho todo o gosto em continuar a poder trilhar convosco os caminhos do mundo! Forte abraço a todos os Vacas e estou à espera de saber onde assino...

Hugo "Vuck Carbon Roger" T. Silva

p.s.- fiquei feliz na estreia da minha "gaja" de não lhe ter posto o carbono ao léu!

 

Enviar um comentário

<< Home

Frankie Goes to Hollywood - Welcome To The Pleasure Dome

É Sempre a curtir...